sexta-feira, 30 de julho de 2010

Despedidas

Hoje o Henrique despede-se de uma auxiliar que está com ele desde o início no colégio. Vai reformar-se e por isso vai deixar de acompanhar um grupo de bebés/ meninos que viu crescer desde os primeiros meses de vida e de quem sei que gosta muito.
Fizemos-lhe um postal no qual, entre outras coisas, escrevemos o seguinte: "tendo em conta o número de horas que ele cá passa, arrisco-me a dizer que até hoje é capaz de ter passado com ele mais horas do que nós". Não sei se será exactamente assim ou não, não é assim tão relevante. Mas sei que se assim for, tenho a sorte de poder dizer que esse tempo foi passado com pessoas fantásticas, uma espécie de prolongamento da nossa família que gostam muito dele, que lhe transmitem muitas coisas boas, muito amor, contribuindo da melhor maneira para o seu desenvolvimento. O Henrique não tem avós por perto, e claro que tenho pena disso. Mas sei que tem a sorte de ter muitas outras pessoas, no colégio, que fazem esse e outros papéis e só tenho pena que não o possam acompanhar durante mais tempo. Somos uns sortudos e por isso só temos que deixar um Muito Obrigada à Beatriz e a todas as outras pessoas que contribuem todos os dias para que o nosso filho seja um menino feliz!

3 comentários:

gaiatA disse...

É tão b0m quando são ac0mpanhad0s p0r pessoas 5 estrelas :)

uma beijOca*

Sara disse...

Paulinha vi o teu comentário no blog da gaiata e transcrevo para aqui a minha experiência "Também limpei muito cócó das cuecas e do chão, o truque é ter paciência, eles de um momento para o outro começam a sentir-se incomodados com o cócó nas cuecas e por eles começam a fazer no bacio, não vale a pena stressares porque isso não a faz fazer no sítio certo, acredita ;). Beijinhos e boa sorte. p.s. O cócó demora sempre mais que o xixi. A Inês na escola nem sequer fazia :)"

Teresa disse...

Amiga, que bom o henrique poder ter no colégio pessoas assim.E é também bom quando os pais reconhecem, tenho certeza que a Beatriz deve ter sentido que a sua dedicação foi reconhecida quando leu o postal. Um beijo para os 4... que estão quase, quase cá!!!