terça-feira, 29 de junho de 2010

A cama nova

Finalmente desmontámos a cama de grades e mudámos o Henrique para uma cama nova, de "gente grande". A verdade é que andávamos a adiar esta decisão porque as tentativas de remoção de uma das grades do berço, em Janeiro, para o aproximar de uma cama normal não correram muito bem: o Henrique ainda nos dá noites chatas, algumas vezes, e quando acordava e via que podia sair sozinho, vinha visitar-nos ao quarto, razão pela qual, voltámos a colocar a grade.
Por incrível que pareça, as duas noites na cama nova foram um sucesso, dormiu a noite toda. No Domingo ainda se levantou duas vezes da cama, depois de o deitarmos. Mas acho que foi por sentir a casa com gente, nomeadamente, com a tia Xana e o tio Gonçalo, que vieram destabilizar a hora de deitar. Ontem, estávamos só os dois em casa, não havia barulho e ele ficou lá perfeitamente, com a sua música ligada, perdido nas leituras. Nas duas manhãs, entrou-nos pelo quarto dentro, de chucha na boca e fralda na mão a dizer "bôdia" "bôdia" "bôdia", muito bem disposto. Acho que deve sentir-se melhor nesta cama e com este colchão, mais à vontade, por isso dorme tão bem. Vamos ver como correm as próximas noites.
PS: Eu não devia ter vindo escrever sobre esta mudança até ter a certeza de que estava a correr mesmo bem. Não se deve apregoar muito aquilo que é bom, não é? Não me admirava nada que agora as noites começassem a piorar.

4 comentários:

Mafalda disse...

hehehe, chu pra lá olho gordo!!! Minha querida, o que tiver de ser será e o Henrique está a crescer. É normal que as noites melhores comecem a aparecer. Beijos

Marlene e Simão disse...

Não vão nada piorar.
Beijinhos docinhos

Sara disse...

Pior...achas que há coisa pior que não dormir uma noite seguida há 2 anos...eu acho que não há, vai correr tudo bem sim.

p.s. Sabes como te compreendo, não é verdade? :)

Maria disse...

Que maravilha amiga!

Estou a torcer para que tudo continue a correr tão bem!

Bjs