terça-feira, 21 de abril de 2009

Nascer e viver Abril

Abril sempre foi para nós um grande mês. Para além de ser o mês do meu pai e do meu irmão mais novo, é o mês da Liberdade! Apesar de ser de uma geração pós-revolução, sempre a comemorei em casa, sempre a senti em vozes e violas e sempre a procurei viver no meu dia-a-dia. Ter um filho de Abril foi das melhores coisas que me podia ter acontecido.
O ano passado introduzimos Abril ao Henrique levando-o à marcha, no dia 25, e ao concerto da tia, no CCB, dedicado ao Zeca Afonso.
Este ano, já começámos a ouvir a "música da época" em casa e voltaremos a repetir a tradição da marcha e da festa no Largo do Carmo, na noite de 24. Procuramos, assim, passar-lhe o espírito de Abril e fazer com que um dia mais tarde, também ele não o deixe morrer.
25 de Abril, SEMPRE!

5 comentários:

João disse...

Hello!
Queres dizer que o meu, porque nasceu em Boston e em Julho, o vou ter de levar todos os anos a ver o fogo do 4th of July? :)

Bom 25/4!

Beijos e abracos,
Joao

Silvia disse...

lembro-me de ter passado há dois anos a noite de 24 a ouvir fados de coimbra nas escadarias da AR... adorei...o ano passado procurei saber se a iniciativa se repetia mas n encontrei informação, e este ano já vou pelo mesmo caminho...é incrivel como há tão pouca informaÇão sobre as iniciativas de abril...

Maria José disse...

Eu sempre adorei o mês de Abril, eu nasçi neste mês
bjokas

Catia, a mãe do Puts... disse...

Realmente também semrpe vivi este mês, esta data (25 Abril) de uma forma intensa lá em casa..
Adoro também toda a história e mistica desta data!
Beijoquinhas

Paula disse...

E as tradições são para transmitir às futuras gerações...
Bom fds!
Beijo gde!