terça-feira, 29 de abril de 2008

O Parto


Finalmente regresso a este cantinho para deixar o registo do parto e para continuar a registar os episódios desta aventura que teve início há alguns meses atrás quando descobrimos que íamos ser pais.

Comecei a sentir contracções no dia 9 de Abril. Contracções levezinhas durante a noite, mais fortes pela manhã e durante a tarde já tinham um intervalo de 15 minutos e eram constantes. Preferi não comentar com os meus pais que estavam comigo em casa para não dar falsos alarmes. Quando o João chegou a casa ao fim da tarde pedi para me levar a jantar a um indiano. Nada como um bom caril com picante para acelerar o processo, eu que o diga. Já nem tivemos tempo de pedir sobremesa.

Saímos do restaurante directamente para a MAC e chegámos lá por volta das 21:45. Passado pouco tempo entrei, ligaram-me ao CTG e confirmaram que as contracções estavam com um espaçamento de menos de cinco minutos. Ainda passeei um bocado pelos corredores da MAC e por volta das onze, onze e meia mandaram-me para o quarto nº 5 e chamaram o João. Eu confesso que me passei um bocado com as dores. Estavam tão próximas as contracções que eu nem tinha tempo de respirar. Quando finalmente me disseram que já me podiam dar a epidural respirei de alívio. Infelizmente não tive muito tempo para a aproveitar porque depois de me aplicarem a anestesia, ia voltar a deitar-me para me ligarem ao CTG e senti que já estava qualquer coisa a querer sair (sensação muito estranha, diga-se...). A partir daí foi tudo muito rápido. Foi só o tempo de voltarem a chamar o João e em cerca de cinco minutos o Henrique estava cá fora, precisamente às 2:25 do dia 10 de Abril.

A sensação de o ver pela primeira vez foi fantástica. Estava finalmente a conhecê-lo, finalmente a olhar, a sentir, a cheirar, a beijar o meu menino que já sentia há tanto tempo. Nunca vou esquecer. Ficámos mais duas horas no quarto com o pai e ele teve que se ir embora porque nos iam levar para a enfermaria.
Dos serviços da MAC só tenho a dizer bem. Todos os funcionários, médicos, enfermeiras, auxiliares, 5 estrelas. Só aponto o facto de o espaço reservado a cada mãe e bebé na enfermaria ser tão reduzido. Mal cabia o berço do Henrique. Quando vinham as visitas era caótico. Mas não se pode ter tudo...

No Sábado viemos para casa e passámos o primeiro fim-de-semana a três. A três mesmo, o que foi muito bom. Precisávamos daquele tempo só para nós, em família.

3 comentários:

Sofia e Pedro disse...

Olá querida mamã, realmente o parto e o momento em que vemos o nosso bebé pela primeira vez são memoráveis!Tudo é tão bonito que nem cabemos em nós com tamanha felicidade:-)
Pelo que contas o teu parto foi breve, mas que bom!E a recuperação, como tem corrido?
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana

pat07 disse...

Correu muito bem, mesmo. Que maravilha!Terá sido da comida indiana que ajudou à rapidez do processo :)

gaiatA disse...

A felicidade é tanta que a d0r se vai emb0ra deixando o am0r reinar :)

Foi um parto que muitas s0nham :D
Parabéns Mamã :)*