quarta-feira, 28 de novembro de 2007

O Meio

"Meio: Ponto situado numa posição equidistante das extremidades, ou do princípio e do fim; metade de um todo.”

Chegámos a meio. Estamos entre o início e o fim, entre um ponto em que ainda não sabíamos que já crescia dentro de mim, um grão de arroz, uma semente, o nosso filho, e outro em que o teremos nos braços, em que ele será para sempre uma parte do nosso dia a dia.

Entretanto, no meio, pensamos no que vai significar esta mudança. Como vai ser a nossa vida a partir do nascimento do Henrique? Como vão ser os nossos dias, as nossas noites… (ai as noites…)? Como vai ser a nossa vida a dois? Continuará a poder falar-se de vida a dois ou será definitivamente a três? Confesso que os meus maiores receios passam por este ponto, a vida a dois. O “nós os dois” é o início de tudo, é aqui que tudo começa, é a base, é o alicerce. O “nós os dois” tem que ser cultivado com a mesma atenção com que foi até aqui, só assim o resto faz sentido, só assim o que vem depois terá condições para crescer também. Acho que não estamos preparados para receber o que aí vem, estamos a preparar-nos. E acredito que este processo de preparação não termine nunca, vamo-nos preparando diariamente para reagir ao que de novo vai surgindo. É assim que vejo as coisas, para já.

Estou feliz, muito feliz. Com um enorme friozinho na barriga (e com cócegas também porque agora o Henrique faz festa a toda a hora) e com muita vontade de continuar a caminhar na segunda metade deste caminho que me levará até à outra extremidade, até ao fim, o início da nova vida.

5 comentários:

Maria disse...

20 semanas!!! Parabéns!!

O "nós os dois" é um capítulo interessante na maternidade/paternidade!! :)

É verdade que muda muita coisa, mas uma boa base é o principal de tudo a meu ver. Amor, comunicação, paciência e tolerância são para mim as palavras chave para os primeiros meses! E isso vocês têm! Nem tudo é tudo fácil, mas que conseguem eu tenho a certeza!

Cá em casa é assim, menos tempo para namoro, é verdade, mas com muito mais qualidade e sentimento!

O puxar pela cabeça e o arranjar artimanhas para estarmos juntos torna as coisas engraçadas e divertidas.

Bjs

Silvia disse...

acredita q o nós o 2 só mudará se vcs assim o decidirem. claro q havera sempre o piolhito pelo meios mas n há motivo para q deixem de ser «dois». Nunca serti q a mariana me tivesse afastado do rui e como ambos estamos em sintonia na forma como a educar tudo é mais fácil. Nem sentimos necessidade de saidas a 2 c a cria nos avós pois n seria a mesma coisa... o tempo a dois existe... quando estamos a 3 ou qd ela dorme...lol...namorar é preciso...lol

Sofia e Pedro disse...

Parabéns pelas 20 semaninhas!
Com o nascimento do Henrique,o casal inaugurará uma nova fase nas suas vidas: a de se tornar familia!E uma familia nutre-se no dia-a-dia, com muito amor e compreensão. O nascimento de um filho implica mudanças nas nossas vidas para melhor. Para muito melhor porque é uma realização plena!
Beijinhos, Sofia, Pedro e Joana

Catia, a mãe do Puts... disse...

Parabéns pelo "Meio"!:)
É realmente um marco importante, não está quase, mas já não falta tudo!!!
Concordo com a Mary, realmente a base é muito importante!! E se não a tens antes então depois esquce lá isso que nunca mais a alcanças!!
Vida a dois..Existe com muita imaginação e paciência!!! :)

Beijinhos

Sara disse...

Parabéns pelas 20 semanas, pelo meio :), o meu chega amanhã.
Eu também me pergunto todos os dias como vai ser a vida a dois depois, mas acho que isso só depende de nós, é quase como o mito do solteiro/casado, e em nós nada mudou. É uma questão de termos a colaboração da família e de nos continuarmos a surpreender. :)
Um resto de metade com tudo de bom!!